Varginha: A Verdade Ficou Lá Fora — Em 99 Exército Já Havia Sido Pego Mentindo.

Posted on 25/10/2010

0



Em 17 de outubro passado, colocamos aqui no OVNI Hoje um editorial alertando sobre o relatório vexamoso dos militares sobre o caso Varginha, que foi publicado na revista IstoÉ, e também divulgado em rede de TV nacional um dia depois.

O dito relatório contém várias alegações absurdas, entre elas a de que um morador de Varginha (Luis Antônio de Paula – o mudinho) foi simplesmente confundido como um ET pelas meninas que avistaram a criatura.  Como relatamos naquele editorial, tal alegação chega ser um insulto até para a inteligência de uma samambaia de plástico; e para comprovar que é realmente um insulto, abaixo colocamos mais alguns fatos importantes que já haviam sido levantados desde o início das investigações deste evento por outro pesquisador independente.

No site rense.com, pode-se encontrar um artigo em inglês, que data de 1999, (clique aqui para acessá-lo) escrito por Vittorio Pacaccini, que foi pessoalmente até Varginha na ocasião, a fim de encontrar a verdade, fosse ela condizente com as alegações dos militares, ou não.

No artigo, Vittorio conta sobre sua investigação, na qual interrogou a todos os envolvidos no evento, desde as trê meninas que avistaram a criatura (Kátia, Liliane e Valquíria),  Luis Antônio (o mudinho) e sua família, e até os militares envolvidos na investigação.  Estas são informações comprobatórias importantes, mostrando, entre outras coisas, que Luis Antônio não é uma pessoa deformada, mas somente um surdo-mudo, como pode ser claramente constatado na foto abaixo.

Cidadão deformado? Onde? Desculpem-me, mas deformada é a "história" oficial.

Abaixo seguem algumas afirmações importantes extraídas do artigo supra mencionado:

—-

“…A família [de Luis] sente-se profundamente ofendida pelo fato dele ter sido usado pelos militares como “bode expiatório” no episódio de 20 de janeiro de 1996…

…[As garotas] dizem que antes do evento já estavam muito acostumadas com Luis (o mudinho), pois sempre encontravam ele à caminho de casa quase todo o dia…  …Kátia, que era uma fumante, já tinha dado um cigarro para o Luis – diretamente nas mãos dele.  Em uma certa ocasião, Luisa (a mãe de Liliane e Valquíria), estava retornando para casa junto com suas duas filhas e, quando passava perto da casa onde Luis morava, viu ele na calçada, parado e com um olhar triste em seus olhos.  Luisa sentiu pena dele e se aproximou para conversar um pouco, a fim de animá-lo. Ela até mesmo permitiu que ele tocasse sua face por duas vezes.  Em outras palavras, se Luis fosse o indivíduo agachado naquele lugar one as meninas avistaram aquela horrível criatura, certamente elas o teriam reconhecido e não teriam corrido desesperadas.  Elas já o conheciam.

É importante apontar que as testemunhas militares que participaram da operação em Varginha, já depuseram para mim, e confirmaram o aparecimento da criatura.  Estas informações combinam perfeitamente com o que as três meninas relataram até agora.

[os militares] quererem usar Luis para explicar o avistamento das três meninas, e isso foi algo providencial para eles, contudo sem a menor sustentação.  A ESA [Escola de Sargento das Armas] pode pensar que está enganando algumas pessoas imprudentes aqui, porém a mentira tem pernas curtas, pois já se contradisseram várias vezes.  Primeiro disseram que foi um mal entendido causado por uns anões.  Depois veio a história do mal entendido causado por um ser humano deformado.  Isso sem contar que eles sempre negaram ter estado em Varginha entre 20 e 22 de janeiro de 1996, mas o Capitão Valentim confirmou estas visitas recentemente em uma entrevista.

Luis não é uma pessoa deformada, tampouco é aleijado. Ele é somente surdo-mudo, com deficiências mentais.  Seu corpo é normal.  Ele tem 1,70m de altura e seu número de sapato é 39.  Ele não tem nenhum elemento desproporcional em seu corpo (cabeça, mãos, pés, e etc.); talvez suas orelhas sejam um pouco como de “elefante – dumbo”, mas muitas pessoas também têm orelhas assim…

…Somente aqueles que tem falado diretamente com os militares envolvidos no caso Varginha podem sentir de perto o medo que emana deles quando o assunto “Extraterrestre Capturado em Varginha” é mencionado.  Isto é algo que às vezes me irrita. Homens adultos tremendo como galinhas toda vez que menciono este assunto – isto é muito impressionante”.

Senhores, a ESA continua a mentir. As características físicas de Luis Antonio de Paula (Mudinho) não têm nada a ver com o perfil da criatura capturada em Varginha, Brasil. – Vittorio Pacaccini”.

—-

Como pode ser constatado, para que tem um pingo de bom senso, o Caso de Varginha está longe de ser descartado como um mero engano de identidade.

Aponto ainda, as similaridades na maneira com que as informações foram disseminadas entre este caso e o famoso caso de Roswell, nos Estados Unidos.  Primeiramente as histórias verdadeiras foram expostas, e gradativamente os respectivos governos interferiram nas informações finais que foram divulgadas, mudando suas histórias.

Você pode até dizer que no Caso de Varginha, apesar das inúmeras testemunhas afirmarem que o sujeito do caso tratava-se de uma criatura desconhecida por nós, não há provas concretas de que esta criatura era mesmo extraterrestre.  Se é isso que você pensa, talvez até tenha razão, pois não se pode dizer ao certo com o que as meninas se depararam.  Mas uma coisa é absolutamente certa: Afirmar que Luis Antônio foi meramente confundido com um alienígena e esperar que pessoas com um pingo de inteligência e senso crítico “engulam” isso, é muito mais extraordinário do que se deparar com um ser alienígena.

ESA, por favor: NÃO NOS INSULTEM.  Pelo menos digam que não sabem.

n3m3

Anúncios