Aparição de OVNIs Assusta Quatro Comunidades no Pará na Noite de 25 de Outubro.

Posted on 27/10/2010

4



Quatro comunidades pacatas pertencentes ao município de Santo Antonio do Tauá, a 56 quilômetros de Belém, ficaram alarmadas quando dois objetos voadores não identificados (OVNIs) foram avistados por dezenas de pessoas na noite de segunda-feira e início da madrugada de ontem.

A aparição dos objetos causou medo e assustou a maioria dos moradores das comunidades de Santa Rita, Tracuateua, Remédios e Tracuateua da Ponta, localizadas no ramal do quilômetro 23 da PA-140.

As 140 famílias da comunidade Remédios presenciaram o fenômeno da noite de 25 de outubro de 2010, quando por volta das 22h30, Manoel da Conceição Lopes, o “Santos”, foi chamado pelo filho que havia avistado algo estranho sobrevoando a mata local atrás de sua residência.

De acordo com os moradores da região, os televisores saíram do ar no momento em que os objetos estavam sendo avistado, ficando só o chuvisco.  As testemunhas também relataram que os objetos não faziam barulho normal de avião.

A primeira aparição foi testemunhada por pelo menos 10 pessoas que se encontravam em suas casas e outras na rua.

Luan Carlos Conceição Costa, de 17 anos, descreveu os objetos com clareza, dizendo: “Tinha uma luz forte, parecia um farol, e mais em cima luzes piscando e girando em volta. Fazia um barulho de motor falhando. Pensamos que era um avião falhando, depois sumia e aparecia em outros lugares. As luzes apagavam e apareciam em outro lugar”.

Luan também contou que dois moradores da comunidade saíram correndo atrás dos objetos tentando acompanhá-los. Após se afastarem alguns metros, um dos objetos girou no próprio eixo e jogou um foco de luz em direção aos dois rapazes, que assustados correram de volta para a comunidade.  Os objetos continuaram se afastando em direção à mata que circunda área. Os jovens não foram localizados para prestar depoimento, pois estavam trabalhando no município vizinho de Santa Izabel do Pará.

Na localidade de Tracuateua da Ponta, Augusto Souza, de 25 anos, conhecido como “Lequito”, estava pescando em um porto do rio Tauá, com três amigos, quando um pouco depois das 21h30 foram surpreendidos com a passagem de um “avião” sobre as árvores e depois sobre o rio.

Lequito declarou: “Era uma luz muito forte, como um farol.  Tinha luzes vermelhas na lateral que ficavam girando. Passou e voltou novamente. Uma hora a luz ‘candiou’ a gente e fazia um barulho intenso, mas não era de avião”.

O professor Nazareno Correa em Tracuateua da Ponta contou que os animais se assustaram ao avistarem os objetos. Ele disse também que chegou a pensar que se tratava de um avião, mas as manobras realizadas que os objetos realizaram não eram compatíveis com a movimentação aeronaves.

Nazareno também descreveu o objeto avistado por ele e familiares com emitindo uma luz forte e tendo a base arredondada e brilhante, com sete luzes amarelas e três vermelhas que ficavam piscando em um movimento circular. O professor acrescentou que em um avião as luzes são fixas e que o mais estranho foi o comportamento dos animais nas redondezas.  “Os cachorros latiam, os galos e galinhas faziam barulho. Mas o mais curioso foram os galos, que costumam cantar no início da manhã mas passaram a cantar quando o objeto passou por aqui”, disse ainda o professor.

Infelizmente, não há registro fotográfico do evento.

Fonte: Diário do Pará

Anúncios